Prevalencia y características del consumo de nutracéuticos en estudiantes universitarios de pregrado, Medellín-Colombia, 2013

Gloria Inés Martínez Domínguez, Lina María Martínez Sánchez, María de los Ángeles Rodríguez Gázquez, Juan Guillermo Jiménez Jiménez, Johan Sebastián Lopera Valle, Natalia Vargas Grisales, Sara Rojas Jiménez, Natalia Perilla Hernández, Juan Sebastián Marín Cárdena, Alejandra Uribe Ocampo

    Producción científica: Contribución a una revistaArtículo en revista científica indexadarevisión exhaustiva

    Resumen

    Objetivo: determinar a prevalência e as características do consumo de nutracéuticos por estudantes de graduação da Universidade privada de Medellín (Colômbia). Materiais: estudo descritivo de corte transversal. A população foi formada por estudantes de graduação em 2013, com amostragem aleatória simples. Para a análise empregou-se o programa SPSS Vr 17, e se estimaram proporções de consumo de nutracéuticos por sexo e grupos etários; para as variáveis de tipo nominal e ordinal se estimaram percentuais e, para as de razão a, media e o desvio padrão. Às proporções de prevalência de consumo se lhes calcularam os intervalos de confiança de 95%. A significância estatística se considerou com o valor de probabilidade da prova de c 2 . Resultados: participaram 427 estudantes, com idade média de 20.8 anos (DE: 3.1), e 56.1% foram mulheres. A prevalência de vida de consumo de nutracéuticos foi de 66.3% e a anual de 51.8%. Os principais motivos para seu consumo foram complementação alimentar (32.8%) e prevenção de enfermidades (20.1%). Conclusão: a alta prevalência de consumo de nutracéuticos observada no estudo é comparável ao reportado na literatura em populações similares, o que sugere uma tendência de alta no hábito de consumo de suplementos dietéticos.
    Idioma originalIndefinido/desconocido
    PublicaciónInvestigaciones Andina
    EstadoPublicada - 2015

    Citar esto